Dor nas pernas e suas causas

dor nas pernas, varizes, problemas de circulação

Quase todas as pessoas têm ou já tiveram dores nas pernas. Muita gente acha que dor nas pernas é sinal de má circulação mas, na verdade, existem várias causas para esse problema.
Nas nossas pernas temos vasos sangüíneos, músculos, ossos, articulações, nervos, gordura e pele. E, para cada um deles, temos doenças que podem levar a dor.


Dor nas pernas de origem muscular


Essa provavelmente é a causa mais comum de dores nas pernas. Normalmente ocorre por uma contusão da musculatura da coxa ou da panturrilha devido a exercício físico ou trauma local (como quedas, batidas etc.). Causa uma dor contínua na parte afetada, que piora quando apertamos o local afetado ou movimentamos a perna e também pode causar inchaço. O tratamento é feito com repouso, remédios para dor e antiinflamatórios e fisioterapia, e a dor tende a melhorar com o passar dos dias.

Dor nas pernas causada por problemas nos ossos


Doenças que acometem os ossos também podem causar dores nas pernas. Tumores benignos ou malignos, infecções nos ossos e fraturas antigas já consolidadas podem causar dor constante nas pernas.   Os tumores ósseos também podem causar aparecimento de massas endurecidas que crescem na perna ou ainda dificuldade de movimentação de alguma articulação. Essas doenças na maior parte das vezes podem ser descartadas apenas com o exame físico do médico e um simples raio x da perna. São causas mais raras de dor nas pernas porém são muito graves e precisam de atendimento especializado com ortopedista.
osteoporose, dor nas pernas, varizes, circulação, vascular

Ao contrário do que muita gente pensa, a osteoporose não dói. O fato da massa óssea diminuir e deixar os ossos mais fracos não causa nenhuma dor. Só irá acontecer dor na osteoporose quando os ossos ficam tão fracos que se quebram. As fraturas na osteoporose acontecem mais freqüentemente na coluna, no quadril e no punho.


Dor nas pernas de origem articular


Uma causa muito comum de dores nas pernas são as doenças das articulações. Essas doenças normalmente causam dor na articulação do quadril (bacia), no joelho, no tornozelo, no calcanhar e nos dedos do pé.
Os problemas das articulações ocorrem principalmente devido ao desgaste pelo uso. Ou seja: quanto mais você usa aquela articulação e quanto mais idade você tem maior a chance de desgastar as articulações e ter dores. Esse desgaste é chamado pelos médicos de osteoartrose.
A dor da osteoartrose normalmente ocorre na própria articulação acometida, mas também pode irradiar para outras partes. Ela normalmente piora com a movimentação da articulação e pode ser acompanhada de rigidez, o que é popularmente chamado de travamento.
Outras causas de dores nas articulações são as artrites ou inflamações das articulações. As artrites mais conhecidas são a gota e a artrite reumatóide. Nesses casos, a articulação fica dolorida, inchada, quente e avermelhada.

Dor nas pernas causada por problemas nos nervos


Quando acontece o esmagamento de um nervo que vai para a perna, mais comumente na coluna vertebral, pode aparecer dor. Essa dor pode começar nas costas, especialmente na região lombar, e descer pela parte de trás da coxa e perna até a planta do pé. O nervo acometido nesses casos é o nervo ciático. Esse nervo sai da medula espinhal na altura da coluna lombar e é responsável pela sensibilidade e movimento das pernas. A compressão desse nervo pode acontecer por causa de uma hérnia de disco ou pela osteoartrose de coluna (o que o povo costuma chamar de "bico de papagaio"). A dor do nervo ciático normalmente é pior pela manhã, quando tossimos, espirramos ou fazemos força e quando elevamos a perna. Normalmente, é acompanhada por formigamento ou amortecimento e até diminuição da força da perna.

Dores nas pernas podem ser causadas pela compressão do nervo ciático na hérnia de disco, varizes


Outra causa de dor crônica devido ao acometimento dos nervos é a que acontece devido a deteriorização dos nervos por causa do diabetes, o que é chamado de Neuropatia Diabética. Normalmente a dor da neuropatia diabética é em forma de queimação e cãimbras, principalmente a noite e pode ser acompanhada de amortecimento e formigamento. Com o passar do tempo, essa doença pode progredir e diminuir a sensibilidade dos pés.


Dor nas pernas por problema de circulação


Quando suspeitar que a dor nas pernas é causada por um problema vascular? Antes de responder esta pergunta, precisamos relembrar que os problemas da circulação podem ser arteriais ou venosos (falei sobre isso no post Problema de circulação: como saber se eu tenho ou não?).
A insuficiência venosa e as varizes podem ser causas de dores nas pernas e inchaço. A dor nas pernas causada pelas varizes é uma dor em peso, que piora ao permanecer muito tempo em pé e melhora quando colocamos as pernas para cima. Para saber mais sobre o tratamento das varizes leia o post Como tratar varizes nas pernas? .
A dor localizada bem em cima de uma variz, que geralmente é acompanhada de aumento da temperatura no local e vermelhidão, é sinal de uma complicação chamada tromboflebite. A tromboflebite ocorre quando há o entupimento de uma variz por um coágulo e esta acaba inflamando. A maioria das vezes, esse problema é tratado apenas com repouso, remédios para dor e antiinflamatórios, mas há situações, como quando a veia safena é atingida, que há a necessidade de usar medicamentos anticoagulantes (aqueles que "afinam" o sangue), como as heparinas.
A dor e inchaço nas pernas que ocorre de forma súbita podem ser sintomas de trombose venosa profunda. Essa é uma doença mais grave, que precisa muitas vezes de internação hospitalar e uso de anticoagulantes por um longo período. Se você suspeita que está com trombose, procure imediatamente um serviço de emergência para ser avaliado por um médico. Essa doença pode se agravar quando há o desprendimento do coágulo de sangue que está entupindo a veia da perna, o qual vai parar na circulação pulmonar, causando o tromboembolismo pulmonar, que pode levar a morte.

Já as doenças das artérias causam uma dor diferente. Essa dor ocorre quando a pessoa caminha e é chamada de Claudicação Intermitente. Esse nome é devido ao fato de que o portador dessa doença consegue andar uma certa distância sem dor, quando então inicia um quadro de queimação nas pernas, mais comumente nas panturilhas. Se ele persistir na caminhada, a dor vai se tornando cada vez mais forte, até que o obriga a parar. Com o repouso, a dor acaba e o sujeito consegue voltar a andar.... mas logo tem que parar de novo. Esse problema é causado pela aterosclerose, ou seja, pela deposição de gordura e colosterol na parede das artérias, que leva ao seu entupimento. Na maioria das vezes, o tratamento dessa doença se resume ao controle dos fatores de risco como diabetes, pressão alta, tabagismo e colesterol alto e ao treinamento de caminhada 30 minutos por dia. Segundo os estudos (como esse aqui), cerca de 80% dos pacientes melhoram somente com essas medidas, sem precisar de nenhuma cirurgia.

Dor nas pernas ao caminhar: pode ser sinal de problemas da circulação arterial, varizes

Outras causas de dor nas pernas


Um outra causa de dor nas pernas é a fibromialgia. Nessa síndrome a pessoa normalmente tem uma dor crônica (ou seja, que não melhora com o passar dos dias) que é desencadeada com a pressão de alguns pontos específicos da musculatura.  É acompanhada de dores em outras partes do corpo como costas, pescoço e quadris, dores de cabeça constantes, alterações do sono e depressão.
O diagnóstico é feito pela exclusão de outras causas que levam a dor e pela dor ao apertar alguns pontos específicos do corpo. O tratamento é feito com remédios para a dor, exercícios físicos regulares, antidepressivos e medidas para melhorar a qualidade do sono.


Conclusão 

As doenças musculares, ósseas e articulares normalmente são tratadas pelos médicos ortopedistas e algumas vezes pelos reumatologistas. Os problemas de coluna, como as hérnias de disco, são tratados pelos ortopedistas especialistas em coluna e pelos neurocirurgiões. As doenças dos demais nervos periféricos e a neuropatia diabética são doenças tratadas pelos neurologistas clínicos. Já os problemas da circulação, tanto arterial quanto venosa, são tratados pelos cirurgiões vasculares e angiologistas. A fibromialgia, devido a sua complexidade, deve ser tratada por uma equipe multidisciplinar, que inclui médicos reumatologistas, psiquiatras e outros profissionais como fisioterapeutas, psicólogos e educadores físicos.

Se você tem dores nas pernas, procure um desses profissionais para realizar um exame físico completo, além de exames laboratoriais e de imagem, para o diagnóstico do seu problema. Evite a auto-medicação: você pode estar adiando o diagnóstico de uma doença séria que, se tratada no início, por ser curada, mas que se evoluir, pode levar a amputação da perna ou até a morte.








Dra Juliana Puggina - Cirurgia Vascular - CRM/SP 134.963
Sobre a autora
Dra. Juliana Puggina é médica cirurgiã vascular e escreve artigos informativos no blog 'Pernas pra que te quero'. Formada em medicina pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), com residência médica em Cirurgia Vascular e Endovascular pela Universidade de São Paulo (USP). Atua em São Paulo/SP

Facebook - Twitter - Google Plus - LinkedIn





LEIA TAMBÉM:

Dor nas pernas para andar: saiba tudo sobre doença arterial periférica
Radiofrequência:uma alternativa à cirurgia tradicional de varizes
Como tratar varizes nas pernas?


0 comentários: