Ultrassom doppler colorido: para que serve e como é feito?

Você sabe por que e para que é feito o exame de Ultrassom doppler? Esse com certeza é o exame mais pedido pelo Cirurgião Vascular para o diagnóstico das doenças venosas e arteriais, e, nesse artigo escrito pela nossa convidada Dra. Anna Paula Sincos, você vai descobrir porquê esse exame é tão importante.

Boa Leitura!

Dra. Juliana Puggina





o ultrassom doppler colorido venoso dos membros inferiores ou duplex ultra-som é o principal exame no diagnóstico das varizes

O ECO-DOPPLER, também conhecido como Ultrassom Vascular ou Ecografia Vascular, é um método de exame diagnóstico fundamental para o estudo das doenças vasculares.
O exame é realizado nas artérias e/ ou nas veias do corpo e tem como principais características:
1 - Ser um exame não invasivo;
O exame de ultrassom doppler para varizes deve ser realizado com paciente deitado e em pé, e feito por médico com treinamento em ecografia vascular2 - Indolor;
3 - De fácil execução e sem contra-indicações;
Ele é baseado no método da Ultrassonografia (Ecografia) convencional, associado ao estudo da direção e velocidade do fluxo do sangue dentro dos vasos, através de softwares de alta tecnologia.
Essa tecnologia revolucionou o tratamento vascular, tornando-se o exame Eco-Doppler essencial na avaliação dos problemas que acometem os vasos sanguíneos. A cada ano que passa, novas máquinas, cada vez mais aperfeiçoadas, surgem no meio da Angiologia e Cirurgia Vascular. A qualidade técnica dos exames e os dados conseguidos através deles vêm se tornando excelentes aliados da equipe médica que programa um procedimento cirúrgico.
O diagnóstico e tratamento das famigeradas varizes, por exemplo, foi um dos tratamentos que mais se beneficiou da parceria com o Eco-Doppler Vascular. Este método veio aprimorar o diagnóstico das varizes, pois, somente com um exame não invasivo, de fácil execução como esse, é que podemos visualizar o sistema venoso profundo, superficial e veias perfurantes do membro em tempo real , com alta eficácia e nenhum desconforto para o paciente.
O Doppler Vascular tornou-se tão útil que, na prática, não se indicam mais cirurgias de varizes sem a sua prévia realização. Com este método podemos não só mapear as veias varicosas visíveis (aquelas que ficam dilatadas logo abaixo da pele), como também as veias que não se evidenciam a olho nu.
O ultra-som doppler pode ser utilizado para quiar a cirurgia a laser para varizes
Além disso, determinamos a exata localização e funcionamento das veias perfurantes (veias que comunicam o sistema venoso profundo e o superficial) que serão tratadas na cirurgia. O Doppler Vascular pode ser utilizado inclusive no momento intra-operatório, com uso de dispositivos portáteis, para a visualização das varizes e acompanhamento do movimento dos catéteres em cirurgias endovenosas por Radiofrequência ou Laser.
Mais do que um mapeamento pré-operatório, o Ultrassom Vascular é capaz, ainda, de identificar causas secundárias de formação de varizes (trombose, por exemplo) e pesquisar alterações em outras partes do corpo, por exemplo, a pelve e abdome, responsáveis por gerar as varizes nas pernas.

Com o constante avanço no diagnóstico e tratamento das varizes dos membros inferiores, houve um grande aumento na precisão e acurácia da terapia cirúrgica e na diminuição de recidivas da doença varicosa.


                                      Sobre a autora
Dra. Anna Paula W. B. Sincos é médica cirurgiã vascular assistente do Hospital Israelita Albert Einstein. Tem Título de Especialista em Cirurgia Vascular pela SBACV com certificado de área de atuação em Angiorradiologia e Cirurgia Endovascular e em Ecografia Vascular. É membro titular da Sociedade Brasileira de Ultrassom, da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia e do American Venous Forum. Atua em São Paulo/SP

Twitter - LinkedIn - Site - Instagram





Postar um comentário